Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 11:37 PM UTC, Dec 6, 2021

O projeto formativo na avaliação dos Capitulares

Roma, 5 de setembro. O programa do Capítulo prevê para os dias 4 e 5 de setembro a reflexão e o debate sobre a Ratio Formationis, isto é, o Projeto Formativo geral, que guiará a formação dos frades. As nossas Constituições nº. 25, 9 dizem: “Os princípios gerais válidos para salvaguardar na formação, as características próprias de nossa Ordem, sejam oportunamente fixados  numa Ratio Formationis ou Projeto Formativo.” A elaboração da Ratio, como já dissemos, ocupou longa e fortemente a Ordem em todos os níveis. O ponto de partida inspirador do documento está sintetizado nas palavras com as quais Celano descreve a relação de São Francisco com Jesus: “Ele trazia Jesus em seu coração, em seus lábios, em seus ouvidos, em seus olhos e em suas mãos” (1 Cel 115: FF 522). Ter os mesmos sentimentos de Jesus, seguindo o exemplo de São Francisco, é o critério último e fundamental de nosso projeto formativo.

Qual é o objetivo da Ratio Formationis? A Ratio tem por finalidade reforçar todo o caminho formativo, os valores partilhados e aceitos por todos, que serão encardinados nos vários contextos culturais.

O texto da Ratio, em estudo no Capítulo tem 3 capítulos e 3 anexos. O 1° capítulo une a história de Francisco com a nossa, tendo como base a vida de Jesus, que ilumina e inspira o carisma da nossa formação. O 2° capítulo apresenta as 5 dimensões constitutivas de toda a Ratio, do ponto de vista eclesial. O 3° capítulo expõe as etapas formativas, os objetivos a atingir, as dimensões, os tempos específicos e os critérios do discernimento. Além disso, são inseridos temas de particular interesse: o trabalho, a economia, a justiça, a paz, a ecologia, as novas tecnologias da informação e da comunicação. Por fim, 3 anexos sobre os temas: a cultura, o estudo e a maturidade humana. Do ponto de vista do estilo, o documento é ao mesmo tempo, sóbrio e denso.

Com frequência volta a expressão: “texto em elaboração”, para indicar sua metodologia dinâmica e participativa. “Muito mais do que dizer o que se deve fazer – escrevem os que elaboraram o documento – nós oferecemos um texto que possa orientar e ajudar a descobrir a sensibilidade e as tendências atuais, no âmbito formativo e que dá pistas para que nós sejamos autênticos e significativos no mondo de hoje”.

Foto:

Última modificação em Sexta, 07 Setembro 2018 16:55